Amar é o melhor que fazemos e amar sempre vale a pena

Olá Jelbianos e Jelbianas do nosso querido Brasil! Aproveitando que semana passada foi dia dos namorados, falaremos sobre o amor. Não só sobre o amor de Deus, mas aquele sentimento que aparece, devasta o coração e que faz querer coisas inimagináveis antes, só para poder arrancar um sorriso, um abraço, um carinho da pessoa amada. E este amor também nasce nos eventos da nossa amada JELB!

Inúmeros e incontáveis casos de jovens que encontraram sua metade da laranja em eventos JELB (distritais, regionais, estaduais ou nacionais). Você pode acompanhar alguns relatos aqui. Na passagem de 1 Coríntios 13:4-7, lê-se: “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” Amar é acordar e ver algo e pensar na pessoa. É fechar os olhos para dormir e desejar encontrar a pessoa nos seus sonhos. É não conseguir fazer nada no dia a dia sem pensar como a pessoa está, se ela está feliz, se ela está com calor ou com frio, se ela está necessitando de algo. É querer sempre ser algo mais na vida dela. É exaltar as qualidades, entender os defeitos e sempre ser um estímulo para se tornar uma pessoa melhor. É aprender a cada dia que o pronome pessoal mais importante é o nós.

Mas, uma coisa que a nossa JELB faz bem também é separar esses amores por dezenas de quilômetros. Porém, lemos em Rute 1:16-17 que “Deus mudou o teu caminho até juntares com o meu e guardou a tua vida separando-a para mim. Para onde fores, irei; onde tu repousares, repousarei. Teu Deus será o meu Deus. Teu caminho o meu será”. O quão prejudicial pode ser viver com medo? A vida é muito curta para que nos prendamos a fatores extras. A distância, não existe pra quem tá dentro do peito. Quando o amor bate a porta, não se escolhe. Não se pode desistir. Tem que superar toda adversidade, pois essa luta é justa. Essa pessoa te faz querer ser alguém melhor, faz você querer viver naquele abraço, morar naquele olhar. Lutar consiste em persistir. Perceber a oportunidade e, por mais difícil que seja persistir esse sonho, porque você sabe que nada e nem ninguém vai conseguir suprir essa conectividade, essa parceria, esse amor.

Em minha opinião, Deus nos deu dois presentes magníficos: a salvação por meio de fé em Cristo Jesus, para que possamos viver na eternidade ao lado dEle; a segunda é algo que teremos em sua presença também, mas é um gostinho da eternidade para nós, que é o amor. Em 1 Coríntios 13.13 diz: “Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.” Deus já escreveu nossas histórias e guarda algo especial para cada um de nós. Quem já está em relacionamento, aproveite. Abrace, beije e viva cada segundo ao lado da pessoa amada. Quem ainda não encontrou, espere e confie. Mas nunca desista do amor. Pois amar é o melhor que fazemos e amar sempre vale a pena.

Gostou? Compartilhe

Autor

Gustavo Gerlach

Butiá/RS, 20 anos e estudante de jornalismo. Apaixonado por futebol, política, cinema e música. Opinião sobre tudo, mesmo que nem tudo mereça opinião. passagem preferida Eclesiastes 3.1-8

Talvez você goste também

Fale com a gente

Olá! Envie sua mensagem. Ficaremos felizes em conversar com você.