Relatos JELB - Argentina


Qual é o seu nome? Quantos anos você tem?Meu nome é Ana Luiza Hübner e tenho 19 anos.

Qual é a sua ocupação?
Eu estou estudando Letras na UFMG agora, mas antes, na Argentina, estava trabalhando num shopping como vendedora. Tentei estudar Jornalismo mas por causa do trabalho não consegui continuar estudando.

De onde você é? Onde você mora?
Eu sou de Maceió, AL. Moro em San Martin, Gran Buenos Aires. Porém, estou indo morar em Belo Horizonte para estudar Letras na UFMG.

Onde está a sua igreja localizada? Como se chama?
Ela está localizada em Villa Ballester, na cidade de San Martin, Gran Buenos Aires. O nome é Iglesia Evangélica Luterana de Argentina (IELA), congregação San Pedro.

Como é o culto de vocês?
Os cultos são realizados todos os fins de semana, sendo três deles aos Domingos e um no terceiro sábado de cada mês. Dura cerca de uma hora e meia e são bem parecidos com o cultos do Brasil: cantamos hinos, fazemos a leitura dos Salmos, Epístola, Antigo Testamento e Evangelho, ouvimos a Mensagem, oramos o Pai Nosso, confessamos nossa fé, etc. A diferença, além do idioma (claro!),está na melodia de algumas músicas do hinário e das músicas da liturgia, como Kyrie Eleison e Cordeiro de Deus (cantado antes da Santa Ceia).

Quais são as principais atividades em sua igreja local?
Temos reuniões de jovens duas vezes por mês. Todo primeiro Domingo do mês temos reunião de famílias, logo depois do culto, onde fazemos um estudo e logo depois um almoço. Também temos reunião de “caballeros” e de “damas” uma vez por mês. Em algumas datas os jovens ou as senhoras fazem comidas para vender, para assim ajudar esses grupos com os gastos de congressos. No inverno, por exemplo, sempre fazem “pastelitos”, uma massa que parece com a massa do nosso pastel, que se recheia com “membrillo” (um doce que eu digo que parece com goiabada, mas há controvérsias) ou com doce de batata doce, que depois é frito e banhado em uma mistura quente de açúcar e água (almíbar).

Qual o tamanho da igreja na Argentina? Você tem uma ideia de quantos membros e igrejas?
Estamos presentes em várias Províncias, entre elas Buenos Aires, Chaco, Chubut, Córdoba, Entre Rios, La Pampa, Misiones, Río Negro e Salta.

Você tem um grupo de jovens em sua própria igreja?
Sim, temos um grupo bem forte que tem de 15 a 20 jovens ativos em todas as atividades da congregação. O grupo é muito legal, nos damos bem entre todos e nos ajudamos mesmo que nem todos façam parte daquele projeto (como um congresso).

Quantas vezes é que o seu grupo de jovens se reúnem em sua igreja?
Duas vezes por mês, no segundo domingo à tarde e no quarto sábado à noite, com um filme geralmente.

Como o seu grupo de jovens se reúnem com outros jovens na Argentina?
Nos reunimos no Seminário com os jovens das congregações mais próximas todos os quintos domingos e realizamos atividades o dia todo, começando com um estudo bíblico, logo depois almoço e esportes à tarde. O mate rola o dia inteiro!! E também temos o Congresso Distrital todos os anos, menos em ano de Congressão.

Quais são os principais eventos na sua igreja nacional?
Temos a cada três anos o Congresso Nacional de Jovens, que inclusive foi realizado no começo desse ano em Pilar, Buenos Aires. Também são realizados o Nacional de Servas, o de Leigos e o de professores de Escola Bíblica.

A Igreja Luterana na AR promove qualquer tipo de atividades sociais no país? E na sua cidade?
Na minha congregação, nós fazemos visita a asilos e no Natal fazemos pacotinhos com doces para as crianças de algumas escolas. A Igreja também ajuda uma instituição, a Escola Especial Concordia que fica em Romang, província de Santa Fe. Não sei dizer exatamente como, mas acredito que seja financeiramente.

Existe um departamento nacional de jovens na Igreja Luterana na AR?
Sim , o Conselho Nacional de Ministério Jovem composto por cinco integrantes, sendo um pastor, dois jovens e dois líderes juvenis. Os integrantes são escolhidos pelo Conselho Diretor da IELA entre os membros que compõem os Conselhos Distritais de Ministério Jovem. Os cargos duram três anos.

Você poderia compartilhar alguns fatos curiosos sobre sua igreja e/ou o seu país?
A nossa igreja aqui é muito acolhedora e solidária com todos que chegam e precisam de uma atenção a mais. Outra coisa é o trabalho institucional que a igreja possui: são dez Escolas localizadas em vários locais do país que além de formar alunos nos ensinos pré-escolar, fundamental e médio, também possui atividades culturais, esportivas e de educação cristã.

A Argentina é um país multicultural e miscigenado que, por ser um país de língua espanhola, oferecer muitas oportunidades de trabalho e ter uma economia relativamente mais estável em relação aos outros países latino americanos falantes da língua, atrai pessoas de vários países como Venezuela, Colombia, Chile, Bolívia, Paraguai e Peru.

Dentre as coisas mais legais da Argentina, está a carga cultural e histórica que as cidades carregam, principalmente Buenos Aires. Os argentinos valorizam muito a história deles e uma coisa curiosa é o tanto de feriados que eles possuem. Pra vocês terem uma ideia, é feriado e não tem aula no dia da comemoração da morte de San Martin e da morte de Manuel Belgrano, figuras importantes para a história da Argentina.

Além das comidas e bebidas típicas (e muito boas) que o país possui, tipo empanada, doce de leite, locro, pastelito, mate e “media lunas”, outra coisa que eu amo da Argentina é o fato das Universidades Estaduais serem grátis (pra todos que desejam estudar lá) e terem um ensino excelente. É por isso que têm muitos brasileiros aqui, a maioria deles vem para estudar Medicina e não têm que passar pela dor de cabeça que é o Enem.

Como você se sente sobre luteranos ao redor do mundo?
Eu sempre falo isso: eu amo ser luterana e amo fazer parte dessa comunidade cristã. Além de ter apreço pela nossa Doutrina e pelo que acreditamos, eu gosto muito de como nos relacionamos. Eu sei que posso estar na Argentina, no Brasil, nos Estados Unidos ou no continente africano e mesmo assim me sentir em casa, pois justamente temos as mesmas crenças, os mesmos valores e os mesmos princípios. Além disso, luterano que é luterano sempre tem um parente perdido em todos os cantos do Brasil, da Argentina e do mundo, o que nos faz sentir mais em casa ainda.

Você tem alguma experiência com a Igreja Luterana no exterior?
Diretamente, somente com a igreja da Argentina. Mas conheço luteranos de várias partes do mundo que comentam como é a igreja no seus países e como funciona o trabalho lá.

Qual é a primeira coisa que vem à sua mente quando você pensa sobre a Igreja Luterana do Brasil?
Congressão de Jovens e aquele encontro maravilhoso com os amigos que moram longe.

O que significa ser luterano para você?
Ser luterano significa ter um único Deus e crer que há somente um meio de chegar à vida eterna: crendo em Jesus Cristo, o nosso único e verdadeiro Salvador. É recordar todos os dias que Ele sofreu e morreu numa cruz por nós e que por isso temos de ser agradecidos a Deus, mas também lembrar que Ele ressuscitou e nos promete que também ressuscitaremos e moraremos com Ele no céu.

Além disso, é possuir valores e princípios que nos diferem de outras pessoas e que precisam ser postos em prática todos os dias para que através de nós as pessoas possam conhecer a Jesus e o que Ele fez por nós. É claro que não somos perfeitos e precisamos de Deus para enfrentar o dia a dia. É por isso que devemos orar todos os dias, pedindo perdão pelas nossas falhas, além de ir aos cultos sempre para que sejamos fortalecidos na fé.

Todo ano temos um Encuentro Coral que é realizado na nossa congregação em outubro, que tem a participação dos grupos de coral das congregações da região. Na foto nosso grupo coral



2015 - grupo de jovens Villa Ballester



Se eu quiser ir para Argentina, quem devo procurar? A sua igreja tem uma página no Facebook ou um email onde eu posso obter mais informações sobre locais e horários de culto?

O meu pai, Rev. Leandro Daniel Hübner, que no momento é professor no Seminário da Argentina pelo e-mail ledahu@gmail.com. Você pode acessar o site oficial da IELA: http://www.iela.org.ar/ e lá estão os contatos de todas as instituições da

A minha congregação também possui várias formas de contato:

Site: http://www.luteranaballester.com.ar/
E-mail: villaballester@iela.org.ar
Facebook: Iglesia-Luterana-San-Pedro-Ballester
O pastor responsável é o Rev. Arturo Truenow.

Gostou? Compartilhe

Talvez você goste também

Fale com a gente

Olá! Envie sua mensagem. Ficaremos felizes em conversar com você.